Domingo, 09 de Agosto de 2020 Fale Conosco Redação: (45) 9.9934-0761
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para garantir imposto digital, governo estuda desonerar salários

Tecnologia | 31/07/2020 | 18:35 |

O governo está estudando uma desoneração de até 25% da folha de pagamento das empresas, em todas as faixas salariais, em troca da aprovação de um novo imposto sobre transações digitais.

"[Estudamos] até a desoneração para todos, reduzindo em 25% a contribuição. Estamos fazendo o cálculo dentro disso", disse Guilherme Afif Domingos, assessor especial do Ministério da Economia, ao jornal Folha de São Paulo.

Originalmente o novo imposto foi proposto com uma alíquota de 0,2% sobre todas as transações financeiras digitais. Isso renderia R$ 120 bilhões ao cofres públicos, suficiente para desonerar empresas a pagarem impostos aplicados até um salário mínimo, que hoje (30) vale R$ 1.045.

Entretanto, o Ministério da Economia vem estudando uma alíquota de 0,4%, o que geraria R$ 240 bilhões aos cofres públicos e permitira a desonareção de outras faixas salariais. Além disso, o imposto será usado para bancar o Renda Brasil, um programa social que poderá substituir o Bolsa Família, com a promessa de elevar o valor do benefício de R$ 190 para R$ 290.

O Ministério da Economia vê o novo imposto como "democrático", pois até "traficantes e políticos corruptos" pagariam o imposto ao fazer uma transação eletrônica, um pagamento ou uma compra online.

Fonte: Folha de SP

| Fotos: Divulgação / Olhar Digital |
PUBLICIDADE
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL
Contrate Sonoriza Som
Arena Society
Coresul Tintas empresa genuinamente rondonense. Proteção e beleza que a sua obra precisa!
Tradição e qualidade nos mínimos detalhes! Agende seu horário!